Consórcio de Apartamento

Consórcio de Apartamento: O Guia DEFINITIVO

Consórcio de Apartamento.

Financiar ou fazer um consórcio de apartamento?

Para aqueles que tem muita pressa para entrar no bem desejado a melhor aposta seria o financiamento caso não houvesse uma carga de juros super alta, a outra opção apostar no consórcio contando apenas com as taxas de administração. Para aqueles que fazem cálculos e preferem economizar entram no consórcio e com o dinheiro da entrada do financiamento, ofertam lances no consórcio de apartamento, afim de adiantar a contemplação.

No consórcio de apartamento, o futuro comprador adquire uma (ou mais) cotas de um grupo de consórcio, que permite que os participantes retirem esse valor através de sorteios mensais, entre todos os demais consorciados que também contribuem para o fundo comum do grupo. Caso o consorciado seja contemplado, ele receberá o valor integral da carta de crédito e continuará a pagar o consórcio de apartamento normalmente até o final do grupo.

Consórcio de Apartamento Comparativo com Financiamento | Dados levantados em 17/10/2016.

Fontes: Caixa Econômica e Porto Seguro Consórcio.

Analise e conheça as opções para que você faça a melhor escolha:

Consórcio:

O consórcio é um serviço que você não paga juros, o dinheiro sai em sorteios ou então quando algum dos participantes ofertam um lance, a modalidade de sorteio é recomendada para aqueles que podem esperar por mais tempo, já a modalidade de lance é para aqueles que tem a finalidade de adiantar a sua contemplação. As características dos lances ofertados mudam conforme cada administradora de consórcio de apartamento.

Quando contemplado, o consorciado recebe uma carta de crédito de consórcio de apartamento com o valor liberado, o consorciado deve efetuar a busca por imóveis conforme a sua escolha. Lembrando que o consórcio de apartamento contemplado, é garantia de poder de barganha, você poderá pechinchar bem o preço antes da compra do seu imóvel novo.

Portanto, quem colabora para um grupo de consórcio de apartamento além de não pagar juros, conta também com o benefício de pagar o lance ou parte dele ofertando recursos do FGTS.

Cada administradora, tem o direito de escolher qual o valor que será cobrado pelos serviços com relação as taxas, por isso vale a pena pesquisar qual a melhor e com a taxa de administração mais baixa antes de assinar o contrato. É possível achar uma diferença de até 12% comparando administradoras de consórcio de apartamento.

O consórcio de apartamento é de fato uma solução financeira eficaz para a aquisição do seu novo apartamento, e onde o consorciado paga o menor custo de operação do mercado para financiar um imóvel, o perfil de pessoas que adquire um consórcio é de um cliente poupador, e que realmente faz cálculos antes de fechar a compra de um imóvel.

Os valores das parcelas podem ser alterados com base nas variações do preço do produto desejado, sugerido pelo fabricante ou de um determinado índice, no caso co consórcio de apartamento este reajuste se dá através do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC).

Financiamento:

O financiamento é recomendado para pessoas que tem pressa para adquirir o bem desejado, e que não fazem tanta questão com relação aos gastos a mais que terão durante o pagamento das parcelas devido a sobrecarga de juros, que chega a passar 3x do valor financiado.

Para o adquirir financiamento, basta apresentar a documentação exigida pelo banco que financiará parcialmente ou completamente a compra do bem. No documento irá constar o valor que o banco vai verdadeiramente disponibilizar, o banco também leva em consideração o perfil econômico de cada cliente.

Cada instituição bancária pode oferecer condições diferentes, como o limite de prestações de serviço, o valor máximo que o cliente pode pagar no imóvel e as taxas de juros, sendo assim é uma operação mais rígida em comparação com o consórcio de apartamento.

Os bancos costumam trabalhar com duas tabelas de financiamento, a PRICE e a SAC. Elas que costumam definir o valor das parcelas de cada crédito. A PRICE oferece prestações iguais do início ao fim, sem alterações no valor das parcelas, e a SAC prevê parcelas decrescentes, aonde o valor das parcelas diminui da primeira à última parcela do financiamento.

Referente a entrada do financiamento. A maioria dos bancos, exige que o consumidor tenha um valor de pelo menos 20% ou 30% do valor total do imóvel que deseja comprar. Na contramão do financiamento vem o consórcio de apartamento, onde você poderá ser contemplado com um valor consideravelmente menor. E contará também com inúmeros benefícios.

Esperamos que muitas de suas dúvidas tenham sido esclarecidas.

 

PREENCHA O FORMULÁRIO E OBTENHA AJUDA

Melhor Forma de Contato

TelefoneE-mailWhatsApp

 

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *